{ Copenhagen: The Round Tower }


Com uma tarde livre, tinha planeado ir visitar Christiania, uma comunidade completamente diferente daquilo a que Copenhaga nos habitua. Mas a combinação o facto de estar a chover implicou uma mudança de planos (havia um Plano B) e fiquei-me por uma zona que ainda não tinha explorado bem. Aproveitei para visitar a Round Tower e um mercado muito bom, o Torvehallerne (mas este fica para um próximo post).

DSCF8460-001 Esta torre redonda tem cerca de 36 metros de altura e encontra-se num edifício que alberga uma igreja, uma biblioteca (que actualmente também serve de centro de exposições) e um observatório.DSCF8611-001

A subida é feita pelo interior, um passeio de 209 metros em caracol.

PicMonkey Collage1Pelo caminho encontramos alguns pontos de interesse. Primeiro a tal biblioteca, que apresentava um exposição de chapéus muito interessante. O espaço tem também uma pequena cafetaria e loja:

PicMonkey Collage3DSCF8473-001 DSCF8476-001 DSCF8479-001 DSCF8480-001 DSCF8489-001 DSCF8493-001 DSCF8499-001 DSCF8500-001DSCF8502-001 DSCF8503-001 DSCF8504-001 DSCF8505-001Uns passos acima encontramos a sala do sino, com as vigas de madeira originais (LINDAS!)
PicMonkey Collage2Mas o que me levou a visitar esta torre inicialmente foi o facto de terem instalado, no centro da torre um vidro flutuante onde quase podemos ver o fundo da torre, a uma profundidade de 25 metros. Confesso que respirei fundo antes de pisar o vidro, mas a verdade é que é bastante seguro (suporta 900kg/m2). Como não tem qualquer luz não foi fácil fotografar…DSCF8546-001

DSCF8547-001Continuando a subida, chegamos a um último átrio seguido por um estreito lance de escadas que nos leva ao exterior.DSCF8524-001

DSCF8530-001DSCF8525-001 DSCF8541-001A chuva e alguma nabice problemas técnicos com a máquina deixaram as fotos que tirei lá em cima (exterior) azuladas, por isso nem as coloco aqui :(
DSCF8609-001O preço desta visita é de 25DKK (não chega a 3,50€), e acho que vale bem a pena.

Em termos da vista sobre a cidade, continuo a preferir a que é oferecida pela “Vor Frelsers Kirke” (Igreja de Nosso Salvador), com 90 metros de altura.

{ Max Ellis }


Descobri as fotos de Max Ellis no Panda bored, e, tal como eles, fiquei apaixonada pela série de fotos dos esquilos. Uma série de fotos tiradas a esquilos, que Max Ellis atrai com comida e brinquedos, para conseguir obter o resultado desejado: “poses” e “representações” espectaculares.

2082757878531a5a8b2a1ff5.73161196wildlife-photography-squirrels-max-ellis-20__880wildlife-photography-squirrels-max-ellis-1__880

wildlife-photography-squirrels-max-ellis-2__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-3__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-8__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-9__880 1059061452527ab18fb2b982.05824944wildlife-photography-squirrels-max-ellis-10__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-11__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-12__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-14__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-17__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-19__880

153980674352fd5972b38494.76623472

Nem imagino as horas que passa a preparar cenários, a tentar atrair os esquilos e à espera do momento certo para a foto perfeita.

Explorem um pouco o diário fotográfico de Max Ellis no blipfoto. Além de fotos de esquilos e outros animais, tem um leque de fotografias fabuloso e diversificado. Percam-se na forma como capta pessoas, animais e situações.