{ Nonô }


E de repente tudo fica pequenino.

Num segundo sinto-me pequena, por me preocupar com os meus problemas. Problemas… Sei lá eu o que é isso… 

Não consigo imaginar o que esta menina (tão grande) passou, muito menos o que passou nos corações da Mãe e do Pai desta menina.

Prefiro imaginar que neste momento está num sítio melhor, com aquele sorriso lindo de criança e que estes pais, feitos de força, vão continuar a ser inundados por aquela energia maravilhosa, onde quer que ela esteja.

Nono

{ Porquê? }


Porquê partilhar a noite de Natal com desconhecidos?

1. Porque é uma forma de agradecer o tudo o que tenho (que tantas vezes achamos que é “o pouco que tenho” e nestes momentos percebemos que é tanto!).

2. Para retribuir o tanto que recebo da vida e dos que me amam.

3. E, para ser sincera, por um pouco de egoísmo, porque participar nesta ceia de Natal, é algo que me enche o coração e me faz sentir bem. E isto é o que me faz voltar!*

4. Porque o Natal não é feito apenas com azevias e presentes.

1477950_599972676706891_2039203893_n 1483353_599971086707050_1119529747_n 1503458_599971663373659_1580694253_n

5. E passar um bom bocado na conversa com alguém simpático que tão facilmente reconheci do ano anterior…

Estes são apenas alguns dos motivos, mas há mais.

Esta foi mais uma Ceia de Natal promovida pela REMAR, uma ONG que tem por objectivo a reabilitação de marginalizados e que não recusa apoio e/ou um tecto a ninguém que a procure!

*Enchia-me mais o coração, não haver necessidade de realizar este tipo de actividades…