{ Parque Natural do Monsanto }


Habituei-me a ir passear para o Monsanto com a e-nome. Ela delirava com aquele espaço imenso, repleto de novos cheiros. Agora, já sem e-nome, andava eu desejosa de matar saudades deste espaço, que começa já a dar sinais do Outono que insiste em chegar, sem bater à porta.

O passeio deu para aprender. Descobri o que são bugalhos (lembram-se da expressão “confundir alhos com bugalhos”?). Curiosa com estas bolas que me deixaram confusa sobre qual o fruto do carvalho, já que partilham espaço com as bolotas, fui pesquisar e já percebi o que são.

FB_IMG_1442148124537 Os bugalhos são a formação de tecidos sobre os ramos e folhas com o objectivo de defesa da planta contra invasores. Nos carvalhos estas formações têm o nome de bugalhos e são produzidas em resposta à postura de ovos de vespas.FB_IMG_1442148131523FB_IMG_1442159217747As árvores estão carregadas de bolotas, umas mais verde e outras mais maduras, mas formam um cenário lindo!
FB_IMG_1442148136099 FB_IMG_1442148145040 Em relação a estes pequenos ovos pintalgados, ainda não consegui perceber o que são… Alguma dica? FB_IMG_1442159105247 FB_IMG_1442159152283 FB_IMG_1442159177302 FB_IMG_1442159208826 FB_IMG_1442212837315FB_IMG_1442159228952 FB_IMG_1442159255949 FB_IMG_1442159272963 FB_IMG_1442159283116

Com o passeio, acabei por me deslocar para sítios onde nunca tinha andado e descobri um “miradouro” de onde se avista a curiosa Torre do Galo, perto do Palácio da Ajuda. FB_IMG_1442159295668A Torre do Galo (ou Torre Sineira) fazia parte de uma igreja que serviu de Capela Real entre 1792 a 1834 e que acabou destruída por um incêndio no século passado. Desse incêndio apenas restou a Torre do Galo, com o seu campanário e relógio.

FB_IMG_1442159302753 FB_IMG_1442159308752 É raro o passeio pelo Monsato que não resulte num género de caça aos tesouros. Desta vez a natureza foi generosa e trouxe diversos tesouros para dar à casa um toque outonal.
FB_IMG_1442212856657

Já agora, alguém conhece estas flores?FB_IMG_1442212876565 FB_IMG_1442212881399 Este pedaço de casca de pinheiro será uma bela base para velas, não acham?FB_IMG_1442212886134 FB_IMG_1442212894132 FB_IMG_1442212897912 FB_IMG_1442212901711 FB_IMG_1442212905174

Com as chuvas que se preveem para esta semana, consigo imaginar o cenário nos próximos dias no Monsanto, com o chão coberto de cogumentos e musgo! Próximo passeio marcado para breve e com galochas ;)

Lembram-se das Gaiolas de Bruxas?

{ Agosto }


DSCF8965_-001Agosto é definitivamente o meu mês.
Bastaria o facto de ter sido o que me recebeu para o ser.

Mas Agosto, por norma, acarinha-me.
E eu tinha-me esquecido disso, mas lá veio Agosto lembrar-me disso: Que é o meu mês e que é sinónimo de mimo!

Obrigada Agosto por me lembrares que sou Feliz!
Obrigada a todos os que fazem de Agosto um mês Feliz (sim, eu sei que tens cúmplices, meu querido Agosto!)

{ Copenhagen: The Round Tower }


Com uma tarde livre, tinha planeado ir visitar Christiania, uma comunidade completamente diferente daquilo a que Copenhaga nos habitua. Mas a combinação o facto de estar a chover implicou uma mudança de planos (havia um Plano B) e fiquei-me por uma zona que ainda não tinha explorado bem. Aproveitei para visitar a Round Tower e um mercado muito bom, o Torvehallerne (mas este fica para um próximo post).

DSCF8460-001 Esta torre redonda tem cerca de 36 metros de altura e encontra-se num edifício que alberga uma igreja, uma biblioteca (que actualmente também serve de centro de exposições) e um observatório.DSCF8611-001

A subida é feita pelo interior, um passeio de 209 metros em caracol.

PicMonkey Collage1Pelo caminho encontramos alguns pontos de interesse. Primeiro a tal biblioteca, que apresentava um exposição de chapéus muito interessante. O espaço tem também uma pequena cafetaria e loja:

PicMonkey Collage3DSCF8473-001 DSCF8476-001 DSCF8479-001 DSCF8480-001 DSCF8489-001 DSCF8493-001 DSCF8499-001 DSCF8500-001DSCF8502-001 DSCF8503-001 DSCF8504-001 DSCF8505-001Uns passos acima encontramos a sala do sino, com as vigas de madeira originais (LINDAS!)
PicMonkey Collage2Mas o que me levou a visitar esta torre inicialmente foi o facto de terem instalado, no centro da torre um vidro flutuante onde quase podemos ver o fundo da torre, a uma profundidade de 25 metros. Confesso que respirei fundo antes de pisar o vidro, mas a verdade é que é bastante seguro (suporta 900kg/m2). Como não tem qualquer luz não foi fácil fotografar…DSCF8546-001

DSCF8547-001Continuando a subida, chegamos a um último átrio seguido por um estreito lance de escadas que nos leva ao exterior.DSCF8524-001

DSCF8530-001DSCF8525-001 DSCF8541-001A chuva e alguma nabice problemas técnicos com a máquina deixaram as fotos que tirei lá em cima (exterior) azuladas, por isso nem as coloco aqui :(
DSCF8609-001O preço desta visita é de 25DKK (não chega a 3,50€), e acho que vale bem a pena.

Em termos da vista sobre a cidade, continuo a preferir a que é oferecida pela “Vor Frelsers Kirke” (Igreja de Nosso Salvador), com 90 metros de altura.

{ A minha mãe tinha razão… }


E agora percebo porque se escrevem tantas cartas abertas… É que a coisa resulta mesmo!
Há 3 dias escrevi uma carta aberta ao Pai Natal (também merece), a dar conta do falecimento da minha máquina fotográfica.

Esta manhã tive esta surpresa!

Fuji

Agora digam lá se ainda conseguem não acreditar no Pai Natal…

O facto do tema ser Sol de Inverno e o blog se chamar Sol de Dezembro, foi o que me levou a participar ;)

{ Fresh }


 

Melhor do que ter estas dádivas da natureza na mão, é apanhá-las com as nossas próprias mãos. Ir à horta da mana e colher tomate cereja, salsa, coentros, manjericão, alecrim, hortelã, erva cidreira, pimentos padron, pimentas, pimentos italianos, cenoura (mini), cebola roxa (mini) e malaguetas… Mais fresco é impossível…

ImageImageImage

Pensar que quase todos os ingredientes usados no almoço estavam na terra há meia hora atrás…

015 018Alguém tentou participar na refeição, entretanto…Image

{ No meu bairro }


Nos passeios matinais/madrugadores com a e-nome, faço sempre questão de levar a máquina fotográfica ou o telemóvel, porque existe sempre uma grande probabilidade de encontrar “vizinhos” engraçados ou de me deparar com um céu fabuloso a emoldurar a Ponte sobre o Tejo ou mesmo de tropeçar nos maravilhosos cogumelos que me transportam sempre para lugares fantásticos.
Hoje a visita foi esta. Uma Libelinha gigante (maior do que a minha mão aberta).

Os meus céus:

Alguns dos vizinhos regulares:

E esta é a miúda que proporciona os passeios matinais ;)

 Fotos: Sol de Dezembro

{ E foi tudo muito bom… }


Umas férias completamente diferentes do habitual…
Uma semana no Algarve… “o que é que isso tem de diferente?”, perguntam vocês… Tudo, digo eu!
A “casa” de férias um veleiro fundeado junto à ilha da Culatra. 
A praia com cores assim, de tirar a respiração.

Praias cheias… de gaivotas!
E de muitos outros amigos diferentes do habitual…
Caranguejos eremitas às centenas, a passear aos nossos pés [e mãos ;) ]

Lesmas do mar (que nunca tinha visto) gigantescas, mas completamente inofensivas…

À beira mar um mundo de tesouros maravilhosos:

Todos os dias fomos brindados com um pôr do sol magnífico. Não têm conta as fotos que tirei ao pôr do sol (e ao nascer também…)

A companhia, foi a melhor que podia ter.

Muitas fotos ainda por mostrar, mas essas ficam para uma próxima vez!
Não me lembro de tirar 3 semanas de férias seguidas, como fiz agora. Mas estas começaram da melhor maneira, não acham? ;)

{ Uma semana no paraíso }


A 1ª semana de férias foi passada num fabuloso veleiro junto à ilha da Culatra.
Todos os dias tínhamos um pôr do sol inesquecível.
Uma praia fantástica, quase deserta e com uma água irresistível, na cor e na temperatura.
  

E a quantidade de presentes que a natureza me deu… lindos!

A companhia… essa foi a melhor possível!
Muitas mais fotos virão mais tarde.
Bom Agosto, que é o meu mês de eleição e que bem que ele começou!