{ In love with Lace }


NeSpoon decora as ruas com estes delicados padrões de renda e o resultado é simplesmente magnífico!

Advertisement

Te mereces este mojito y ¡este descargable!


Mojito de Melancia…

muymolon

¡El mojito! Mi bebida favorita del verano y la de muchos de los que andan por el estudio, que lo sé de buena tinta. Tan fresquito y tan dulce. Y si ya es de fruta como sandía ni te digo. Así que para animar las tardes con amigos y las noches de fiesta de este verano hoy os traigo una receta buenísima con todos los pasos de cómo hacer un buen mojito y un descargable para que además de rico quede bien bonito.

titulo_01

Ingredientes que vas a necesitar para un mojito de sandía:

  • 1 lima
  • 1 trozo de Sandía
  • 1 rama de hierbabuena
  • 2 chupitos de ron
  • 3 cucharadas de azúcar moreno
  • Hielo picado
  • Soda

Y como aparatejos necesitas:

  • 1 mortero especial para mojitos
  • 1 vaso ancho
  • 1 coctelera

montaje_02

Paso 1. Limpia  la hierbabuena. Separa las hojas de las ramas y reserva una ramita para más tarde para decorar.

montaje_03

Paso 2. Corta…

View original post 273 more words

{ Max Ellis }


Descobri as fotos de Max Ellis no Panda bored, e, tal como eles, fiquei apaixonada pela série de fotos dos esquilos. Uma série de fotos tiradas a esquilos, que Max Ellis atrai com comida e brinquedos, para conseguir obter o resultado desejado: “poses” e “representações” espectaculares.

2082757878531a5a8b2a1ff5.73161196wildlife-photography-squirrels-max-ellis-20__880wildlife-photography-squirrels-max-ellis-1__880

wildlife-photography-squirrels-max-ellis-2__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-3__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-8__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-9__880 1059061452527ab18fb2b982.05824944wildlife-photography-squirrels-max-ellis-10__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-11__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-12__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-14__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-17__880 wildlife-photography-squirrels-max-ellis-19__880

153980674352fd5972b38494.76623472

Nem imagino as horas que passa a preparar cenários, a tentar atrair os esquilos e à espera do momento certo para a foto perfeita.

Explorem um pouco o diário fotográfico de Max Ellis no blipfoto. Além de fotos de esquilos e outros animais, tem um leque de fotografias fabuloso e diversificado. Percam-se na forma como capta pessoas, animais e situações.

{ Quem vê caras não vê corações }


Esta terça feira foi dia de ir à fruta e aos legumes…

Não sei dizer quando tive conhecimento da cooperativa Fruta Feia, mas lembro-me que foi através de uma reportagem na televisão.DSCF8105-001

O conceito cativou-me de imediato e no dia seguinte explorei o site e enviei um e-mail numa tentativa de me tornar associada. Se por um lado fiquei triste por já não existirem vagas, no momento, por outro lado, agradou-me o facto da procura ser grande.

DSCF8110-001

A Fruta Feia é uma cooperativa que pretende combater o desperdício de frutas e legumes que não cumprem as regras de normalização comunitárias.

DSCF8109-001

A questão é que estas frutas e legumes, podem ser demasiado pequenos, grandes demais para as embalagens de esferovite onde devem encaixar, ou simplesmente não serem suficientemente bonitos. Mas nada disto impede que sejam saborosos e seguros.

DSCF8107-001

Assim ajudam-se os produtores, que sesta forma conseguem escoar estes produtos, evita-se o desperdício de toneladas de alimentos e permite ao consumidor comer frutas e legumes (feios) a um preço mais acessível.

DSCF8108-001

Em resumo, todos saem a ganhar!

DSCF8111-001

A abertura, esta semana, de uma nova delegação na Rua das Portas de Santo Antão, no Ateneu (a primeira é no intendente) criou novas vagas para associados e finalmente fui chamada.

Podem participar como consumidores (como eu), como produtores ou como promotores/dinamizadores na criação de uma nova delegação!

logo-limao

{Post agendado}

{ Fotos em telas }


Ainda a propósito do post de ontem, hoje trago um tutorial que encontrei no Literally Inspired. Uma forma muito simples de expor fotografias em telas:
canvas2Os materiais necessários são bastante acessíveis: Mod Podge, tinta acrílica, tela e pincel e a foto que pretende expor.

canvasphotos1_zps99d8f034O primeiro passo é pintar as laterais da tela (é opcional, mas de facto dá um toque especial, não acham?).CanvasPhotos2_zps0c2f6a35 Espalhar o Mod Podge uniformemente na tela:canvasphotos3_zps4287c12f Colocar a foto por cima.CanvasPhotos4_zpsb98dbdd0Depois de seco, verificar se é necessário aparar a foto e em seguida espalhar mais uma camada de Mod Podge por cima da foto (depois de seco fica totalmente incolor).

canvas2

As fotos e o tutorial são do site  Literally Inspired, onde podem encontrar outras ideias.

{ Christmas tree }


Sou apaixonada pelo espírito que envolve o Natal. Nesta época as pessoas são mais calorosas, mais propensas a ajudar o próximo, mais voluntariosas.

E adoro a estética que o Natal traz às nossas ruas, às nossas casas. As luzes, as decorações, as árvores…

A minha árvore de Natal partiu-se quando a desmontei há dois Natais atrás. No ano passado não tive (nesta casa) uma árvore. O que não significou que não existissem decorações de Natal.

Mas este ano queria mesmo ter uma árvore. Ontem andei por vários sítios para comprar uma árvore de Natal. Aliás, várias chegaram a ser colocadas no carrinho de compras. Mas o bom senso acabou por falar mais alto. É que as árvores que se aproximavam do que eu gosto custavam perto de 100€. Claro que existiam várias alternativas mais baratas, mas muito sem graça e muito despidas e vazias.

Acho, principalmente nos tempos que correm, um absurdo gastar 100€ por uma árvore de Natal.

Também vi os pinheirinhos verdadeiros, mas a surpresa de os retirar da rede e sair de lá uma coisa torta e estranha, não me atrai.

Por isso, resolvi seguir o exemplo (e as instruções) que tinha visto esta semana no blog Boho Deco Chic e decidi que a árvore deste ano vai ser diferente.

Comprei as ripas de pinho, que vieram logo cortadas com as medidas certas:

049E por menos de 8€ estou a fazer a minha árvore de Natal não tradicional, mas que vai muito mais ao encontro do meu gosto e dos meus princípios.

Se quiserem, sigam as instruções do vídeo:

{ A Venda }


A Venda classifica-se como uma “Loja de coisas simples ♥”.
E toda a página confirma o conceito.
Há muito que tenho uma vontade enorme de regressar às Caldas da Rainha, uma cidade onde apenas me lembro de ter estado por questões profissionais, e já lá vão uns anos. Ainda assim, foi um local que ficou debaixo de olho pela simplicidade bonita que se sente naquelas ruas, desde o Mercado de rua ao Centro Cultural, tudo me despertou os sentidos.

Há poucos meses dei de caras com A Venda, e fiquei fã. Fiquei fã do espaço físico que quero muito conhecer, do conceito que me enche as medidas, com as peças que tanto me transportam à infância como me fazem sonhar com o futuro, com as fotos, o design.
Estou apaixonada pelas loiças. Quero as mais tradicionais:

Mas também gosto tanto destas, com linhas mais contemporâneas:

Imagino-me tão bem, no sofá, com uma chávena de chá, enroscada numa destas mantas de lã:
Os mais pequenos também se perdem nesta loja:
 
Não ficam cheios de vontade de fazer bolas de sabão?
Os mais pequenos e não só… sou particularmente apaixonada pela Maileg, aqui tão bem representados…
E quem resiste ao tradicional baker’s twine? Ainda mais agora que se aproxima aquela altura de começar a pensar nos presentes e embrulhos…
E, ainda por cima, ainda encontramos n’A Venda, os sacos mais lindos do mundo e arredores, feitos pela mais que talentosa e tão querida Zélia.
Tenho ou não tenho razões mais do que suficientes para gostar tanto deste espaço?

E, curiosamente e por mero acaso, durante algum tempo Caldas da Rainha foi o local do país onde eu (ali do outro lado) tinha mais clientes por metro quadrado :)

{ Grande entrada… }


Ando há que tempos a querer fazer alterações lá em casa. Começando pela entrada.
À procura de inspirações e ideias giras, deparei-me com algumas que me agradam.
O mote é, sem dúvida o branco.
Até porque a entrada é a única parte da minha casa que não tem luz natural. Só posso contar com a luz que vem das outras divisões. Também por essa razão, plantas naturais não serão a melhor ideia…

O Pinterest é, sem dúvida, uma fonte de inspiração.
Uma opção era fazer, para a entrada, algo deste género, com as devidas adaptações de forma a se adequar às funcionalidades de uma entrada:

Outra ideia que está na calha passa por usar como consola uma tábua de engomar das antigas, em madeira e decorar a parede com fotos e quadros.