{ A dobrar é melhor }


 

Ou melhor, ontem foi noite de ficar encantada com as guitarras de Afonso Pais (um dos mais reputados guitarristas nacionais) e do norte-americano Tim Sparks (um apaixonado pela guitarra portuguesa – que não tocou ontem).

Dos Dose Duplas que assisti, este foi sem dúvida o melhor. Não só pelos músicos, mas também pela companhia e pelo local. Provavelmente devido à realização do Rally de Portugal, o espetáculo realizou-se na cafetaria Quadrante, que deu um ar ainda mais informal mas mais intimista.
À saída ainda fomos brindados pelo cheiro da chuva numa noite quente.
Muito bom!
Se estiverem a pensar aproveitar estes concertos, apressem-se porque o da próxima semana será o último. Eu recomendo!

{ Sinto-me um passador… espremido! }


É que as minhas perninhas foram vítimas de um ataque malévolo e picadas como se não houvesse amanhã…
Sim, porque giro giro é ir a uma consulta de cirurgia vascular a meio da manhã, sair de lá com mais de 20 picadelas nas pernas e outros tantos de rolinhos (pensos) colados às pernas e a aparecerem, salientes, pelas calças.
E mais giro ainda é tentar vestir uns collants de descanso (que parecem ser 3 números a baixo do meu), que insistem em não passar do joelho, enquanto evito que os ditos rolhinhos saltem das pernas (saltaram uns 3, ups…) e ainda dar um jeito ao ombro enquanto tento puxar o raio dos collants…
E o senhor doutor ainda me proíbe de fazer exercício físico por dois dias… lá se vai a corrida de hoje e a aula de pilates de amanhã (juro que não fiz de propósito. São ordens médicas!
Boas notícias: a coisa não estava muito mal e em princípio esta sessão foi suficiente; só preciso usar os belos dos collants até amanhã à noite (uhuuu); a brincadeira até não saiu cara!
Agora quero ver se vou ficar com vinte e tal nódoas negras nas pernas…
 We’ll see…

{ Imprevistos bons }


Ontem, depois do jantar, o passeio da Badocha esticou-se e acabámos por passar à frente do ccb, onde estava a chegar muita gente. Quando cheguei a casa fui ver o  programa. Vi que se devia ao concerto da Sara Tavares.
Mas foi o suficiente para me lembrar que às quintas existe o DOSE DUPLA – JAZZ A DOIS … Confirmei que começava às 22h, por isso tinha bastante tempo, já que moro a 5 minutos…
O programa de ontem previa a combinação do Rodrigo Gonçalves ao piano e o Alexandre Frazão na bateria.
Quando cheguei a sala estava praticamente cheia e o cartaz anunciava o mesmo pianista, mas com o Massimo Cavalli no Contrabaixo.
A meio do concerto juntou-se a eles o Luís Candeias na bateria e posso dizer-vos que Gostei imenso. Foi uma óptima ideia e vou passar a ser uma visita assídua do CCB às quintas.
Muito bom!

{Há dias assim…}


7h00 – Nada melhor do que um banho (relâmpago, confesso) gelado em pleno inverno para abrir a pestana. Comecei o dia (aliás, acabei a noite de ontem…) sem esquentador;
8h00 – Tirar sangue (na verdade é coisa que não me custa);
9h00 – um encontro agradável (esta parte foi boa, confesso);
9h30 – Consulta no dentista. Esta foi mesmo a pior parte do dia (ou da semana até…). O que era suposto ser uma simples reconstrução de um dente (que me custaria uns míseros 5€) transformou-se na necessidade de colocar uma coroa de (200 a 550€);
11h00 – back to work

A desforra foi feita ao jantar. Umas moelas deliciosas e extra hot acompanhadas por cerveja bem geladinha…
Até amanhã, que amanhã será um novo dia!
{Entretanto percebi como ultrapassar o problema do esquentador. Banho quentinho, here I come!!}