{ Deixar a natureza seguir o seu curso }


Na quarta feira ao final da tarde, quando atravessávamos o parque, cruzámos-nos com dois melros. Existem imensos por ali. Um adulto e uma cria – uma bolinha de penas – debicavam a terra. Lindos!
No regresso, deparámos-nos com a cria sozinha, no mesmo sítio. Percebemos que não conseguia ainda voar. Provavelmente um aventureiro que decidiu explorar o mundo para lá do conforto do ninho, antes de estar fisicamente preparado para tal.
Sabíamos que seria uma presa fácil, se ficasse ali, vulnerável no chão do parque.
O primeiro instinto foi apanhá-lo e cuidar dele. Existe um veterinário ali ao lado, onde podíamos ir perguntar o que fazer.
Estivemos algum tempo a “namorá-lo” e a pensar o que fazer. Era simplesmente irresistível. Uma bolinha de penas pernilonga :)
Esta foto foi tirada nessa altura:

Às tantas apareceu um melro adulto, provavelmente a mãe, que o chamava, a incentivá-lo a voltar ao ninho. Mas por muito que o Baltazar (sim baptizámos a bolinha de penas) tentasse, as suas asinhas não tinham ainda força para o levantar do chão.

Apesar de conhecer vários casos de pessoas que apanharam crias de pássaros numa tentativa de cuidar delas, não conheço nenhum caso que tenha sido bem sucedido. Com os corações apertados, voltámos para casa e deixámos a natureza seguir o seu curso.

Ontem, quando atravessamos o parque, lá andava o Baltazar, a treinar o voo. A saltar de galho em galho de pequenas árvores. Rente ao chão, mas sempre a tentar. Nem as muitas crianças que andavam pelo parque a saltar e a brincar, o assustaram.
Não é lindo?


Quando regressámos, não o víamos. Mas, de repente, “aterram” nas costas de um banco de jardim, primeiro o melro adulto seguido do nosso querido Baltazar. Ficámos tão contentes! Orgulhosos, mesmo. Orgulhosos pelo esforço bem sucedido do Baltazar e contentes por termos resistido à tentação de o levar e por termos deixado a natureza seguir o seu curso, como tem de ser.

Bons voos, Baltazar! Esperamos ver-te a comer as nossas azeitonas em breve!

2 thoughts on “{ Deixar a natureza seguir o seu curso }

You're saying

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s